RMSF | TCR

Autor: Cristiane Garcia da Rosa Prado

Título: Assistência as gestantes com diagnóstico de sífilis em acompanhamento pré-natal na Atenção Primária

PRADO, Cristiane Garcia da Rosa. Assistência as gestantes com diagnóstico de sífilis em acompanhamento pré-natal na Atenção Primária. 35. Trabalho de Conclusão de Residência – Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família SESAU/FIOCRUZ. Campo Grande/MS, 2022.

As infecções sexualmente transmissíveis (IST) são consideradas um problema de saúde pública e estão entre as patologias transmissíveis mais comuns. A sífilis é uma IST crônica, nas gestantes, a transmissão é vertical, as chances de contaminação do feto chegam até 80% intraútero. As chances de infecção fetal durante a gestação dependem do estágio da sífilis e o tempo de exposição (sífilis primária ou secundária). O acompanhamento das gestantes é realizado na Atenção Primária à Saúde, a qual é considerada porta de entrada prioritária no Sistema único de Saúde. Desta forma o objetivo do projeto de intervenção é qualificar o manejo clínico da sífilis gestacional diminuindo as lacunas assistenciais que interferem na qualidade do pré-natal. Foram desenvolvidas ações de educação permanente em saúde baseadas na metodologia SMART. O público-alvo foram os agentes comunitários de saúde e os profissionais de nível superior, residentes e/ou servidores que compõem as oito equipes da USF Tiradentes. Observou-se que os profissionais de saúde têm carência de conhecimento sobre manejo clínico da sífilis gestacional e os resultados pós-teste comprovam a importância da educação permanente em saúde. Com a qualificação dos profissionais de saúde, identificou- se a necessidade de mudança nos processos de trabalho e instituição de fluxogramas para nortearem o manejo clínico adequado. Como consequência da EPS espera-se a redução dos casos de sífilis congênita.

Palavras-chave: Gestante. Sífilis. Atenção Primária. Assistência à Saúde.